sábado, 28 de julho de 2012

JJ OO de Londres 2012: A grande surpresa da pira olímpica


Vi a longa e cinematográfica cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Londres. Misturando história, ficção,  muita música e algum humor (ri com Mr Bean!) não vou aqui comentar a cerimónia em si, que me pareceu bastante interessante. Apenas quero fazer uma referência à pira olímpica destes JJOO. 
Ao contrário do que aconteceu em Jogos anteriores, em que costuma ser uma vedeta a ter a honra de acender a pira olímpica, desta não foi assim; a pira olímpica foi acesa por sete jovens atletas. Acender o enorme caldeirão de luz a sete mãos é, certamente,  um acto mais comunitário, digamos!. Para nós, cristãos, esse número tem ainda uma força maior: Sete, é um número com forte simbolismo bíblico e litúrgico, que representa a totalidade, a plenitude,... 

Mas, o que mais gostei ainda foi a forma, ou as formas que compõem a pira olímpica deste ano. A pira, uma complexa estrutura de 204 barras de ferro, encimadas com elementos móveis de cobre em forma de pétala, representam as nações participantes nos Jogos deste ano. Depois que os jovens aproximaram a sua chama das pétalas de cobre no centro do recém-construído Estádio Olímpico, estas funcionaram como vasos comunicantes, e a luz ia correndo de pétala em pétala. No final todas ardiam; porém, ainda numa chama  individual. Eis quando um mecanismo as ergue, em circulo, até ficarem todas juntas na vertical. Pouco a pouco, todas as 204 pequenas chamas se fundem numa só chama. Aparece aqui, claramente, a ideia de fraternidade e de comunhão e, sobretudo, de unidade na diversidade. Este simbolismo, tenho que confessá-lo, encheu-me as medidas. Parabéns aos organizadores pela criatividade. Fiquei pirado com aquela a Pira!


This is for everyone" - "Isto é para todos" foi o lema da cerimónia que oficialmente marca o início à 27.ª edição dos Jogos Olímpicos. Com a participação de mais de 10.000 atletas de 204 comités olímpicos, este é o evento mais global do planeta. Aqui, o desporto a funcionar como elemento catalisador e unificador universal. Oxalá seja mesmo uma festa da paz e uma celebração da universalidade e da multiculturalidade.
Albino Brás

Nt: Tentei encontrar a famosa pontualidade britânica na cerimónia de abertura destes JJOO, mas não consegui; afinal a organização ultrapassou em 50 minutos as três horas previstas. Mas valeu a pena!

Sem comentários:

Publicar um comentário